oleary-redimensionadaA companhia aérea low-cost Ryanair é conhecida pelas suas atitudes polémicas. Recentemente, a empresa emitiu um comunicado ao Sepla, sindicado espanhol dos pilotos, agradecendo o seu apelo à greve na Iberia. Recorde-se que os pilotos da Iberia planearam 30 dias de greve entre 9 de Abril e 20 de Julho. Esta medida, adianta o Expansión, pode prejudicar gravemente a empresa, já que cada dia de greve pode custar três milhões de euros à companhia aérea.

Mas onde uns antevêem perdas, outros encontram oportunidades. Numa altura em que tenta ganhar mercado com reduções de preço, após o encerramento da Spanair, a Ryanair mostrou-se satisfeita com a greve dos pilotos da Iberia.

«Desde apenas 10,99 euros [os passageiros] poderão evitar a greve da Iberia, já que os sindicatos da Iberia não têm, claramente, em conta, os passageiros e as suas famílias», afirmou o presidente da low-cost, Michael O'Leary, citado pelo Expansión. «Consideramos que o Sepla é um sindicato incrível, apesar das suas abordagens estarem redondamente equivocadas e serem ingénuas, e agradecemos os seus esforços para que cada vez mais passageiros da Iberia optem por voar com a Ryanair este Verão», rematou.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

*