O regresso às contas de somar e subtrair

Segundo um estudo do Observador Cetelem, os portugueses mantêm o vestuário/calçado, os artigos de desporto e os de educação no topo da lista de compras para o regresso às aulas. Mas tencionam comprar menos que nos anos anteriores.

Texto de Daniel Almeida

Setembro é o mês do regresso às aulas. E todos os anos o ritual repete-se. As marcas desdobram-se em campanhas, promoções e jingles “orelhudos”, preparando-se para o último grande período de vendas antes do Natal. Os filhos são atraídos pela mochila da moda, o estojo com a personagem dos seus desenhos animados preferidos, ou as canetas que o colega também tem. E, regra geral, os pais vão negociando, cedendo nuns artigos e mantendo-se inflexíveis noutros. É, também para eles, um regresso às contas de somar e subtrair. Segundo o estudo “Regresso às Aulas”, divulgado recentemente pelo Observador Cetelem, os portugueses pretendem gastar menos nesta rentrée escolar.

Para ler o artigo na íntegra, consulte a edição de Setembro de 2013 da revista Marketeer.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

CAPTCHA

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.