Exige-se mais interacção às marcas

As marcas enfrentam uma mudança de paradigma fruto de uma alteração do contexto digital, obrigando-as a uma maior interacção com os consumidores. Quem o afirma é Rogério Canhoto, consultor de empresas, que moderou a Conversa a dois, na 7.ª Conferência da Marketeer, com a presença de Catarina Barradas, directora de Marketing da Fox, e Rui Miguel Nabeiro, CEO da Delta Cafés. Rogério Canhoto vinca que o digital assume uma preponderância cada vez maior, sendo que «90% das interacções entre os media e consumidores são feitas através de um ecrã».

De acordo com o consultor, as marcas têm como grande desafio perceber a melhor forma de interagir com os clientes. «Uma vez que os consumidores são já “empowered consumers”, também as marcas têm de ser “empowered brands”. Têm de providenciar os seus produtos e serviços de forma facilitada, apostar na personalização e no marketing em tempo real, monitorizando, pensando e agindo rapidamente.»

Para Catarina Barradas, o grande desafio da Fox consiste na monitorização das audiências não lineares, assim como assegurar que os conteúdos publicitários tenham visibilidade no canal, conferindo-lhes valor para que os consumidores não avancem na emissão de forma a evitá-los. «Para além disso, a Fox assume também o desafio de facilitar a escolha do consumidor em termos de conteúdos, dadas as centenas de séries produzidas anualmente», sublinha a directora, que aproveitou para anunciar a mudança do nome do canal FX para Fox Comedy.

Quanto aos desafios da Delta, Rui Miguel Nabeiro considera ser fundamental ter sempre em mente que as marcas são para as pessoas, sendo necessário assegurar que a mensagem certa é eficazmente comunicada aos consumidores. Para este responsável, a personalização ocupa um papel importante na empresa, oferecendo, como exemplo, o serviço My Coffee da Delta Q que estará disponível a partir do próximo dia 15. «Com este serviço os clientes podem fazer o seu blend de café, combinando os ingredientes que mais lhe agradam, acabando por fazer o seu próprio café. O nosso papel, enquanto marca, passa por oferecer novas experiências aos nossos clientes», sublinha o CEO.

Texto de Rafael Paiva Reis
Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

CAPTCHA

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.