10+1 tendências do Marketing Digital 2017

Resumo de um artigo de fundo da WayNext sobre as 11 tendências que vão marcar o Marketing Digital em 2017. O artigo completo pode ser consultado no site WayTrends.

1 - Big data & inteligência artificial

A crescente digitalização que tem lugar no mundo actual é o que está na origem do termo “big data”. Este termo surge pelo facto de serem gerados enormes volumes de dados em virtude do registo informático que é feito de tudo o que nos rodeia. Falar em “big data” leva-nos também rapidamente à inteligência artificial porque esta necessita de dados para operar e possibilita que máquinas consigam pensar por si, desempenhando determinadas tarefas de forma automatizada, sem intervenção humana;

2 - Novas realidades

A realidade aumentada e a realidade virtual são ainda tecnologias reservadas a nichos. Mas 2016 provou, por diferentes motivos, que já estivemos mais longe da sua massificação. O grande exemplo disso foi o fenómeno Pokémon Go bem como os vários dispositivos que foram lançados para o mass market (Samsung Gear VR, Oculus Rift e os DayDream VR, por exemplo). Em 2017, veremos mais pessoas a experimentar a realidade virtual e provavelmente novos jogos ou experiências e, assim, esta tecnologia chegará às massas;

3 - Livestreaming

O livestreaming já existe na Internet há largos anos, em plataformas como o YouTube ou o Ustream. Mas agora qualquer pessoa ou marca pode pegar no seu telemóvel e fazer um directo para os seus seguidores ou amigos, seja no Twitter, Instagram ou Facebook. E é esta democratização do livestreaming que muda tudo porque permite a criação de um conteúdo autêntico e em tempo real de forma democrática;

4 - Foco em nichos

Aquilo que antes era tomado por garantido, como a comunicação de massas, está a deixar de funcionar. Por isso, os marketeers procuram novas estratégias para chegarem ao seu público-alvo e é aqui que o foco em nichos via digital pode gerar valor para a marca. O digital permite identificar e trabalhar nichos melhor que qualquer meio porque temos mais dados, sabemos quem está do outro lado e podemos ajustar a nossa mensagem e até o canal em função do target;

5 - Automação de Marketing

A automação do marketing (ou marketing automation) é hoje uma realidade que veio para ficar. As plataformas de marketing automatizado estão a tornar-se mais inteligentes, intuitivas e baratas e por isso são cada vez mais procuradas porque permitem realmente amplificar o “poder de fogo” de uma marca de forma eficiente;

6 - O futuro do UX

A user experience assume hoje um papel central, uma vez que esta é a camada que faz a ligação entre a marca/produto e o consumidor. Títulos imaginativos, o uso de GIFs e animações, bots e dispositivos controlados por voz são algumas tendências que vão marcar a user experience nos próximos meses no plano digital;

7 - Renascimento do blogging

Depois da ascensão das redes sociais e do desenvolvimento de conteúdos menos extensos e mais visuais, os blogs parecem estar a ganhar um novo fôlego. Potenciam conteúdo “long-form”, que incluem boas fotos e vídeos, que saem do registo do conteúdo curto (“snackable”). Através das suas publicações, os bloggers continuam a conquistar audiências usando depois as redes sociais para amplificar a sua mensagem, mas centrando-se assim numa plataforma classificada como “owned media” e, por isso, menos dependentes das mudanças das redes sociais;

8 - Internet das Coisas

A Internet das Coisas é o universo de dispositivos conectados através da rede Internet. Esta rede que liga os dispositivos somada à inteligência própria dos mesmos e à inteligência artificial e colectiva da rede significa que os mesmos vão ser cada vez mais autónomos e, portanto, mais úteis. Com tudo conectado, iremos aumentar a eficiência dos dispositivos e afinal simplificar as nossas vidas;

9 - Tudo digital

A digitalização dos negócios é visível há largos anos, nos mais variados sectores, e é uma tendência que se continuará a acentuar. Os utilizadores e clientes exigem a digitalização, uma vez que significa mais qualidade de vida: menos tempo perdido, evita deslocações, maior disponibilidade dos serviços, informação sempre acessível, entre outros;

10 - O fim dos silos de dados

É fundamental procurar abolir os silos e implementar soluções que permitam visões integradas e com informação útil dentro da empresa. Os dados não podem estar segregados por departamentos, mas têm que permitir uma visão integrada do cliente. Actualmente, não faz sentido isto não acontecer e as tecnologias de interoperabilidade estão ao dispor de todos;

11 - Cibersegurança

Os ataques informáticos têm acontecido e tido grande visibilidade nos últimos anos e isso, naturalmente, faz com que o tema da segurança seja mais que uma tendência; é uma verdadeira prioridade para quem gere as plataformas que guardam os nossos dados.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

*