Peculiar é a nova agência a nascer a Norte

É no concelho de Vila Nova de Gaia, a meio caminho entre o Porto e Aveiro, que nasce a Peculiar. A nova agência de comunicação portuguesa tem a proximidade como bandeira, dada a importância da assertividade e personalização das mensagens no mercado actual.

A Peculiar não quer ser uma consultora externa. Quer, sim, trabalhar lado a lado com os clientes e fornecedores de modo a implementar cirurgicamente as estratégias previstas. Cláudia Gomes, fundadora da Peculiar, afirma que, muitas vezes, as agências de comunicação não cumprem as expectativas, «quer seja por não ‘vestirem a camisola’ da insígnia que representam, por não conhecerem a fundo a organização ou até por não assimilarem a sua cultura empresarial».

A Peculiar, por seu turno, propõe-se a «estar, sentir e integrar» os projectos em mãos, promete a responsável. Desta forma é possível «atenuar o distanciamento a que a relação formal agência-cliente muitas vezes induz». A nova agência propõe ainda uma comunicação global e integrada, aliando o know-how técnico a aptidões comportamentais, como é o caso da empatia e inteligência emocional.

Cláudia Gomes é formada em Ciências da Comunicação e conta no seu percurso com projectos e empresas como Lagos Touch, Ipsis Emirec e Multicom. Antes de lançar a Peculiar, trabalhou no departamento de Marketing e Comunicação da Amorim Cork Composites.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

*