Lusofonia em destaque em novo festival de música

A música de origem lusófona tem uma nova casa no MIL – Lisbon International Music Network, evento que terá a sua primeira edição nos dias 1 e 2 de Junho. Combinando as vertentes festival e convenção, o MIL tem como missão divulgar a música popular contemporânea de países de língua portuguesa, contribuindo para a sua valorização e internacionalização.

Nesta primeira edição, o evento estabeleceu uma parceria com França e, mais concretamente, com a cidade de Paris. Neste sentido, uma delegação de artistas, profissionais e jornalistas vai estar em Lisboa para promover o intercâmbio e encontro entre os dois países.

O MIL vai ser dividido em dois programas distintos. O programa pro é destinado a profissionais da indústria musical, tanto de Portugal como de outros mercados, e inclui apresentações, debates, palestras e momentos de networking.

“Os direitos dos artistas na era digital”, “Mercado Lusófono 2030” e “A arte de programar” são alguns dos temas que serão discutidos. As conferências serão distribuídas pela Fundação Arpad Szenes – Viera da Silva, ETIC – Espaço Atmosferas, Pensão Amor e CML – Sala do Arquivo.

O programa artístico, por seu turno, é aberto ao público em geral e envolve mais de 50 showcases. Musicbox, Sabotage, Lounge, B.Leza, Tokyo e Roterdão são os espaços que vão acolher as actuações de artistas como B Fachada, Bispo, Capitão Fausto, Da Chick, Duquesa, First Breath After Coma, French Beat, Galgo, Golden Slumbers, Lawrence & The Hearts, Linda Martini, Luca Argel, Mazgani, Motta, Selma Uamusse, Sonars, Stone Dead, Xinobi e You Cant’t Win, Charlie Brown.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

*