Já conhece a filosofia Jinba Ittai da Mazda?

A filosofia Jinba Ittai da Mazda, que contempla o condutor e automóvel como um só, deu novos frutos. Cinco anos depois do seu lançamento, surge o novo CX-5, um modelo imponente, com motorizações a condizer, apresentando-se com um design elegante chamativo

Texto de Rafael Paiva Reis

Robustez refinada. É desta forma que a Mazda descreve o novo CX-5, o SUV que segue a filosofia Jinba Ittai, isto é, o condutor e carro como um todo. Aliada a uma construção sólida, surge um design fluido, inspirado pelo Kodo – a alma em movimento. A alguns meses de chegar ao mercado português, a Marketeer foi até Barcelona para testar o SUV da Mazda

À chegada ao aeroporto de Barcelona, surgiu o primeiro contacto com o novo CX-5, saltando à vista a sua imponente grelha frontal. Estando apenas disponível em motorizações diesel, a versão escolhida com foi o bloco 2.2, com 175CV, com tracção integral e transmissão automática. A fluidez da caixa e o conforto a bordo impressionaram, juntamente com um design e qualidade interior de relevo.

A primeira paragem foi para o almoço, no restaurante Roc35. A sobremesa ficou a cargo dos presentes, que tiveram de replicar uma receita demonstrada num showcooking pela chef Sophie Michell: uma tarte de limão merengada. A escolha foi justificada pela própria: por se tratar de um regalo simples, mas que obriga ao uso da força, para amassar, mas com um resultado final elegante. A filosofia do novo CX-5, portanto.

Repostas as energias, trocou-se a caixa automática por uma manual (mantendo-se a mesma potência e também a tracção integral) e seguiu-se rumo ao hotel. A caixa permite alterar velocidades de forma suave, proporcionando uma viagem igualmente tranquila, nuns confortáveis bancos em pele, ventilados, com bom apoio, ao som de colunas Bose, que conferem uma boa qualidade sonora.

No dia seguinte, pela manhã, nova viagem com o CX-5, tendo sido eleita a versão 2.2 com 150 CV, e tracção dianteira. Esta é a versão que se prevê que venda mais em Portugal, até porque será Classe 1 nas portagens.

Na chegada à Masia Casa del Mar, um espaço distante da confusão da cidade, com vista para o mar, houve a oportunidade de realizar dois workshops. O primeiro, de fotografia, foi leccionado pelo suíço Beat Mumenthaler. Posteriormente, foi a vez de a maquilhadora Avril Paul mostrar como “less is more”, realizando um workshop em que ficou provado que basta pouca maquilhagem para fazer uma mulher (e também um homem) ter um ar natural.

Terminada a experiência, hora de partir para o aeroporto de Barcelona. Para trás fica um modelo com um design fascinante (especialmente no vermelho Soul Crystal), que combina uma qualidade do habitáculo com boas motorizações. Quanto ao preço do CX-5, começa nos 33.285 euros, na versão 2.2 com 150 cavalos, e chegará ao mercado no próximo mês de Setembro.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

*