Agências nacionais devem ambicionar o mundo

Há uma nova vaga de criativos portugueses a emigrar e a provar valor em alguns dos mercados mais competitivos do mundo. Algo que era impensável há uns anos e que está a moldar a percepção do talento nacional, diz Luís Silva Dias, Chief Creative Officer da FCB International

Texto de Daniel Almeida

Foto de Paulo Alexandrino

Há 18 anos consecutivos na FCB (Foote, Cone & Belding), os últimos quatro como Chief Creative Officer (CCO) do cluster internacional, que junta nada menos que 68 mercados, Luís Silva Dias é um dos principais embaixadores da criatividade portuguesa além-fronteiras.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Outubro de 2017 da revista Marketeer.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

*