Unicer aponta à internacionalização com nova identidade

Super Bock já não é somente uma marca de cerveja. É também a nova designação do grupo que a produz. A Unicer passa a Super Bock Group, com os olhos postos na internacionalização e modernização da organização.

A nova identidade corporativa, assinada pela agência portuguesa Wonder/Why, foi revelada esta manhã, numa apresentação nas instalações da (até aqui) Unicer, em Leça do Balio. Os 90 anos da Super Bock serviram de mote para o anúncio.

Rui Lopes Ferreira, presidente executivo, avança que o grupo tem raízes cervejeiras e que é essa herança que querem homenagear e realçar, ainda que o portefólio tenha sido alargado ao longo dos mais de 100 anos de operação. Recorde-se que também marcas como Água das Pedras e Vitalis fazem parte do universo de produtos. Todos eles moram, agora, sob o chapéu do Super Bock Group.

O mesmo responsável sublinha que o crescimento da Unicer se deveu, em grande parte, à marca Super Bock, que já está presente em cerca de 50 mercados. Rui Lopes Ferreira afirma que a China é o segundo maior mercado e o maior destino internacional para o grupo. Tendo em consideração todas as exportações de Portugal para a China, 4% dizem respeito ao agora designado Super Bock Group.

O objectivo da mudança corporativa é, neste sentido, fortalecer a aposta além-fronteiras, uma vez que se trata de um grupo com «paixão local e ambição global», como indicou Rui Lopes Ferreira. O responsável garante que o futuro passa por aí: reforçar os mercados em que já estão presentes e explorar novos destinos.

A ambição internacional poderá aproveitar também o facto de que os produtos made in Portugal serem cada vez mais reconhecidos, estando os outros países abertos à ideia de abraçar produtos do País.

super bock group2

«Evoluir a identidade corporativa para cumprir a nossa missão. A partir de hoje, somos Super Bock Group», declarou ainda Rui Lopes Ferreira, acrescentando que não há qualquer ruptura com o passado. A intenção é valorizar as raízes cervejeiras e os valores comuns à marca e à empresa.

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República, também presente no evento, deixou a nota final que ficou a ecoar na sala (antes das selfies): «Temos de ser os melhores do mundo, não basta ser de Portugal, e isto aplica-se a todas as marcas, sectores e indústrias.»

Texto de Filipa Almeida

Veja o momento da revelação:

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

*