A estratégia da Têxtil Nortenha contra a crise

Há quase 20 anos facturava perto de 50 milhões de euros, mas a crise chegou ao negócio da Têxtil Nortenha. A solução foi um novo alinhamento da estratégia de produção de vestuário, que permitiu assegurar a continuidade e novo crescimento do negócio, facturando, em 2016, cerca de oito milhões de euros

Texto de Rafael Paiva Reis

É a partir de Vila Nova de Famalicão que a Têxtil Nortenha produz, todos os meses, 150 mil peças de vestuário para clientes em 18 países, o que lhe permitiu alcançar 8,3 milhões de euros em volume de vendas, no último ano. Mas este número não se aproxima dos anos de ouro, que atingiram a sua maior expressão em 1998, quando facturou 45 milhões de euros e empregava 1100 pessoas.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Novembro de 2017 da revista Marketeer.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

*