Janeiro foi mês de quebra no cinema

O ano começa em quebra para o cinema em Portugal, contrariando a tendência de crescimento verificada em 2017. Dados do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) relativamente a Janeiro apontam para uma descida de 3,3% na receita bruta, que não foi além dos 6,3 milhões de euros. Também o número de espectadores recuou 5% para aproximadamente 1,2 milhões.

“Jimanji: Bem-vindos à Selva” é, para já, o filme mais visto do ano, tendo levado cerca de 156 mil espectadores às salas portuguesas de cinema. Seguem-se “Ferdinando”, “The Commuter – O Passageiro”, “A Hora Mais Negra” e “Star Wars: Episódio VIII – Os Últimos Jedi”.

No cinema nacional, “Bad Investigate” foi o filme mais visto, tendo registado perto de 31 mil espectadores, no primeiro mês do ano. Em segundo lugar surge “O Fim da Inocência”, à frente de “A Mãe é que Sabe”, “Peregrinação” e “Verão Danado”.

O maior distribuidor por receita bruta é a Big Picture 2 Films, com um aumento de 65,1%. É também o maior distribuidor por espectadores, tendo em conta o crescimento de 71,5% em relação ao período homólogo do ano passado.

Por outro lado, o exibidor com maior receita bruta e espectadores é, uma vez mais, a Nos Lusomundo Cinemas, ainda que registe quebras de 3,3 e 4,1% respectivamente.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Comentar este artigo

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.

*