Cupra: de versão desportiva a marca autónoma

Depois de, em três anos, ter duplicado o volume de vendas, a Cupra assume-se agora como uma marca autónoma, saindo do papel secundário de “versão desportiva da SEAT”. Estreia-se no mercado com o Cupra Ateca, o primeiro modelo sob a nova insígnia.

Texto de Rafael Paiva Reis, em Barcelona

Unicidade, sofisticação e performance. São estas as três máximas que definem a Cupra, a marca automóvel que se tornou independente da SEAT, deixando de ser variante para assumir o protagonismo.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Março de 2018 da revista Marketeer.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest