ERA junta-se à EDP para campanha de certificação

Para vender ou arrendar uma casa é necessário primeiro obter o certificado energético, o que poderá ser uma dor de cabeça para alguns proprietários. Com isto em mente, a ERA juntou-se à EDP para lançar uma solução que facilita o pagamento do certificado: os clientes da imobiliária têm a possibilidade de pagar o documento apenas depois do processo de venda estar concluído (num período máximo de 12 meses).

A parceria dá o mote à campanha “Garantia ERA com Certificação Energética EDP”, que arranca hoje em televisão, outdoor e canais digitais. João Pedro Pereira, membro da Comissão Executiva da ERA Portugal e director de Marketing, conta à Marketeer que a escolha dos meios para difundir a campanha teve em conta a necessidade de fazer a cobertura de Portugal Continental e Ilhas, chegando ao maior número possível de clientes.

«Estamos diariamente a medir a performance de todos os canais e a fazer ajustes de investimento em função dessa performance», indica o mesmo responsável, acrescentando que a nova aposta visa «minimizar as barreiras para quem quer colocar o seu imóvel à venda em qualquer uma das 200 agências ERA e aumentar, assim, o número de angariações». João Pedro Pereira lembra que, em alguns casos, o certificado energético pode ultrapassar os 400 euros, o que poderá representar um problema para os proprietários – especialmente porque é legalmente obrigatório.

«Para os clientes, o ideal seria só pagarem o certificado energético depois de terem recebido o dinheiro da venda da casa», afirma o director de Marketing da ERA. A parceria firmada com a EDP visa dar resposta a este desejo e necessidade dos clientes.

João Pedro Pereira avança, ainda, que a ERA pretende continuar a lançar acções que «reforcem a sua liderança ao nível de satisfação dos clientes».

Texto de Filipa Almeida

Recomendar
  • gplus
  • pinterest