A guerra de conteúdos não faz sentido

Quem o defende é Mário Vaz, CEO da Vodafone, a propósito do recente acordo da Nos com o SLB, Sporting e outros clubes, acreditando ainda que a racionalidade irá acabar por imperar neste mercado

Texto de Mª João Vieira Pinto

Foto de Pedro Simões

Em três anos, foram várias as mudanças no mercado de telecomunicações. Compras, fusões e alterações de paradigma ditaram alinhamentos de estratégias por parte dos principais operadores. Num almoço na sede da Vodafone, Mário Vaz, CEO da empresa no mercado português, aproveitou para fazer uma análise do “tsunami” que atingiu o sector e que mudou, nomeadamente, a posição dos players no Top 3.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Janeiro de 2016 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...