Deco Proteste alerta para desigualdade nos seguros

A Deco Proteste acredita que também os seguros de saúde estão doentes – e não apenas as pessoas que os subscrevem. Falta de humanidade, intolerância à terceira idade, alergia à invalidez e insensibilidade à dor alheia são algumas das doenças de que as seguradoras padecem, segundo indica uma nova campanha sob o mote “Exija cura para os seguros de saúde”.

Com criatividade da Torke CC, a campanha desafia os portugueses a assinarem uma petição tendo em vista melhores condições relativamente aos seguros de saúde, nomeadamente: permitir que qualquer cidadão, independentemente da idade ou estado de saúde, tenha direito a um seguro para a vida e sem restrições.

Actualmente, mais de dois milhões de pessoas em Portugal têm seguro de saúde. Contudo, de acordo com a Deco Proteste, o acesso é desigual e, em muitos casos, a seguradora não renova a apólice ou limita à partida a adesão de algumas pessoas, invocando a preexistência de doenças ou a idade dos segurados.

A petição, que exige o fim das restrições à contratação e condições de acesso iguais para todos, será, depois entregue à Comissão Europeia.

«Não havia solução mais directa do que criarmos o remédio certo para as doenças que afectam os seguros de saúde. Este é um mal que precisa ser curado», explica Gabriele Donada, creative director/Ideator na Torke CC. A campanha arranca no digital e segue, mais tarde, para televisão e imprensa.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest