Há uma nova cabine telefónica cheia de livros em Lisboa

A easyJet criou uma biblioteca nas nuvens, a Altice fê-lo numa antiga cabine telefónica. A iniciativa da Altice Portugal, dinamizada através da Fundação PT, que tem vindo a transformar antigas estruturas da empresa em microbibliotecas tem um novo capítulo – que é como quem diz, uma nova localização.

A partir de agora, também é possível encontrar livros à disposição de todos na freguesia lisboeta de Santa Maria Maior. Em comunicado, a Altice Portugal indica que se trata da primeira microbiblioteca na zona histórica da capital.

«Integrar na freguesia que reúne os bairros mais emblemáticos de Lisboa a microbiblioteca da Altice Portugal evidencia a preparação e a vocação de Santa Maria Maior para acolher projectos de cariz cultural e, com a particularidade deste, com enfoque no valor não mensurável, mas essencial, da leitura», afirma Miguel Coelho, presidente da Junta de Freguesia.

Alexandre Fonseca, presidente executivo da empresa de telecomunicações, acrescenta que «por mais gigas que possam ser consumidos na rede da Altice Portugal, não é comparável, nem será mensurável o valor aportado pelo livro e leitura na formação e na construção do pensamento, desde a raiz, desde as primeiras leituras, desde a escolaridade infantil». E é esta a base para a Altice Portugal e a Fundação PT darem continuidade ao projecto.

Tal como acontece com as restantes microbibliotecas, distribuídas um pouco por todo o País, o mote “Levar, doar, ler e devolver” é para ser seguido à risca.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest