Esporão: melhorar e diversificar a qualidade

Com crescimentos anuais a dois dígitos – apenas afectados este ano pelo câmbio do real –, o Esporão vai continuar a diversificar e a inovar. Agricultura biológica é outra das palavras de ordem do momento.

Texto de M.ª João Vieira Pinto

Foto de Paulo Alexandrino

Numa década, o Esporão saiu da sua zona de conforto, no Alentejo, alargando ao Douro a avançou com a compra da Sovina, que lhe permitiu entrar em força no mercado das cervejas artesanais. Investiu numa produção biológica – que em 2020 estará implementada no total dos seus 600 hectares –, reorganizou equipas e redefiniu a distribuição. Olhando para os últimos 12 anos, o seu CEO João Roquette não tem qualquer dúvida quando diz que o caminho só podia ter sido feito por aqui.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Agosto de 2018 da revista Marketeer.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest