A queda de um sufixo elevou a MO

Foi há cinco anos que a Modalfa passou a ser Mo. Uma perda de letras para ganhar uma nova dimensão, tornando-se uma marca mais próxima dos clientes e capaz de satisfazer os mais exigentes. Com a criação de novas linhas e a a ajuda de figuras públicas, a MO assume-se a marca para toda a família

Texto de Rafael Paiva Reis

Longe vão os tempos em que a Modalfa era vista como "a marca de roupa do Modelo", dotada de uma imagem e posicionamento que não reuniam consenso junto do público. Mas os tempos mudaram: a Modalfa passou a MO (realçar que o Modelo deu lugar ao Continente) e a percepção do público acerca da marca mudou também. Raquel Vasconcelos, directora de Marketing da MO, atesta a evolução da da marca, apelida-a «Top3 das maiores marcas de moda têxtil em Portugal» e explica que a chave do sucesso se deve ao facto de ter vindo a desenvolver a sua proposta de valor e a apostar na melhoria de toda a experiência de compra dos seus clientes.

Com a passagem de Modalfa a MO, a marca assume-se prática, próxima, divertida, autêntica e curiosa, inspirada na mulher de hoje e na sua família. Neste momento, e desde o ano passado, a MO encontra-se num processo de reposicionamento, com impacto na proposta de valor da marca como um todo, desde o produto à comunicação.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Agosto de 2018 da revista Marketeer.

Recomendar
  • gplus
  • pinterest

Outras notícias