Huawei reforça corrida à liderança com portáteis

Já estavam disponíveis noutros países europeus, mas chegam agora ao mercado português. Os computadores portáteis da fabricante chinesa Huawei entram no mercado nacional a tempo do Natal pela gama MateBook X, o segmento de topo da marca. Em Janeiro do próximo ano, a oferta será alargada à gama MateBook D, mais acessível em termos de preço.

A oferta de computadores portáteis vem reforçar o portefólio da Huawei no mercado português, até agora composto apenas por smartphones, tablets e wearables. «Queremos fechar o ciclo digital do consumidor Huawei. Acreditamos que a experiência de utilização não estava completa até agora», afirmou esta manhã Tiago Flores, director de Vendas da Huawei Consumer Portugal, durante uma apresentação à imprensa na loja Huawei no Centro Colombo, em Lisboa. «Não queremos ser apenas mais um fabricante de computadores, mas um player que promove uma intersecção de vários dispositivos, como o telemóvel e o PC», acrescenta o responsável, dando o exemplo da aplicação Huawei Share, que permite a transferência de dados, como fotografias e documentos, entre diferentes equipamentos da marca.

O destaque, por enquanto, vai para o lançamento do Huawei MateBook X Pro, um computador ultracompacto (pesa apenas 1,33 kg e tem 14,6 mm de espessura) munido com um monitor touchscreen de 13,9 polegadas (e um rácio de ecrã disponível de 91%), um processador Intel Core i7 de 8.ª geração, um sistema de som Dolby Atmos e algumas funcionalidades como a autenticação digital através do toque no botão de ligar/desligar. Para aproveitar ao máximo a área útil do ecrã, a câmara frontal foi embutida no teclado do computador (só aparece quando o utilizador pressiona um botão), que surge no mercado português com um PVP de 1699 euros.

«Queremos contribuir cada vez mais com tecnologia que permita às pessoas superarem as suas barreiras e melhorarem a sua produtividade», sublinha Tiago Flores. Nesse sentido, a marca chinesa tem vindo a desenvolver algumas aplicações baseadas em inteligência artificial, como é o caso da aplicação móvel StorySign, que pretende ajudar crianças surdas a aprenderem a ler, e já está disponível para download na Google Play Store portuguesa. Uma inovação que pretende espelhar o novo claim (“The Humanly Possible”) da marca asiática.

Loja renovada

A gama de computadores Huawei MateBook X não é a única novidade da Huawei nesta recta final do ano. A marca redesenhou a sua loja no Centro Colombo (piso 0), agora transformada numa Huawei Experience Store. Com uma área de 80 metros quadrados, a loja conta com uma parede led de 12 metros que reproduz vídeos em 4K, dando uma sensacção de maior amplitude do espaço.

A loja foi concebida para ter dois grandes pontos de interacção: um quiosque de inteligência artificial onde os consumidores podem experimentar as novas aplicações desenvolvidas pela Huawei neste campo e uma parede de personalização de capas de telemóvel, onde é possível escolher o padrão, colocar o nome, entre outras opções. Além das mesas de demonstração de produtos Huawei (smartphones, tablets, wearebles e os novos computadores portáteis), conta ainda com uma uma mesa one-to-one, onde os colaboradores da loja podem atender os clientes de forma individualizada.

Veja aqui o vídeo da apresentação:

Texto de Daniel Almeida

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...