3 erros do Content Marketing

Por ser algo já muito falado e amplamente implementado, o Content Marketing poderá ser alvo de algumas ideias pré-concebidas ou práticas menos eficazes que é preciso contrariar. Reena Leone, senior manager de Content Marketing da Acquia, acredita que existem pelo menos três equívocos quando o assunto é conteúdo desenvolvido por marcas:

1 – Qualquer pessoa pode escrever. Se é verdade que praticamente todas as pessoas já escreveram algum tipo de trabalho ou projecto – nem que seja durante os anos de escola –, também é verdade que nem todos têm especial aptidão para isso. Saber juntar letras e construir frases com significado não é o mesmo que saber escrever conteúdos com qualidade. «A tecnologia, correctores ortográficos e redes sociais fizeram com que escrever pareça fácil e acessível, mas continua a ser uma competência», indica a profissional, acrescentando que os melhores escritores compreendem o seu público e conseguem adaptar-se rapidamente à mudança de contexto.

«Um grande escritor é um contador de histórias dos tempos modernos. As suas palavras atraem e fazem querer continuar a ler, contornando a curta capacidade de atenção da era digital», conclui Reena Leone;

2 – Mais, mais, mais! O segundo equívoco apresentado pela senior manager da Acquia diz respeito à ideia de que é preciso estar constantemente a criar conteúdo para satisfazer as necessidades do público. Porém, mais conteúdo não significa obrigatoriamente novo conteúdo. É possível assegurar uma presença digital rica através de publicações já utilizadas anteriormente, por exemplo. A reciclagem não se aplica somente aos plásticos, cartões e vidros.

O conselho de Reena Leone passa por olhar para os dados analíticos das redes sociais e plataformas em que as marcas estão presentes e perceber quais os conteúdos que funcionam, ou seja, que têm tido bons níveis de engagement. «Novos conteúdos levam tempo, custam dinheiro e, às vezes, podem demorar a ganhar a tracção pretendida», explica. Além disso, preferir novos conteúdos é assumir que a audiência é sempre a mesma, o que poderá não ser verdade: é preciso contar também com os utilizadores que visitam a página pela primeira vez;

3 – Se publicar, eles aparecerão. Acreditar que basta publicar um conteúdo para aparecerem seguidores é um dos três erros apontados por Reena Leone. De acordo com a responsável, «mesmo o melhor, mais optimizado e bonito texto pode beneficiar de alguma ajuda promocional». O tempo gasto a escrever um whitepaper, por exemplo, deve ser igualado na preparação de um plano de divulgação. Este plano deve estabelecer se o objectivo é partilhar através de uma campanha de email marketing ou se é boa ideia dar continuidade ao assunto através de um webinar, entre outras opções.

«Todos os pedaços de conteúdo são uma oportunidade para construir audiência, entreter os clientes leais, apresentar-se a alguém novo e dar a conhecer a organização», explica a profissional, sublinhando ainda que escreve-lo apenas no website não é suficiente. Além disso, se não consideraram que o texto de apresentação que desenvolveram tem o valor necessário para ser usado numa campanha, então, provavelmente, não devia estar em lado nenhum.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...