«A publicidade tornou-se uma ciência aborrecida»

Mudaram-se os tempos, mudou também a forma de fazer publicidade, hoje assente em fórmulas e algoritmos que mecanizam o processo criativo. Quem o garante é o histórico criativo inglês Dave Trott, lembrando que esta «costumava ser uma área entusiasmante e interessante».

Texto de Daniel Almeida

Foto de Mabille Tamala

Nome respeitado no mundo da publicidade, o inglês Dave Trott, 72 anos, iniciou a sua carreira nos anos 1970 como copywriter na Boase Massimi Pollitt (BMP). Na década seguinte, haveria de co-fundar a Gold Greenless Trott (GGT), que se afirma como um dos dínamos do vibrante ecossistema publicitário londrino, ficando conhecida pelas suas campanhas atrevidas e bem-humoradas (como uma protagonizada Marilyn Monroe para a marca de cerveja Holsten Pils). Em entrevista à Marketeer, Dave Trott conta como a publicidade se tornou uma ciência aborrecida, em que a eficiência é o único foco.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Junho de 2019 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Estas dicas vão ajudá-lo a ver o lado positivo da vida
Automonitor
Agora sim: Porsche revela interior do Taycan