BMW apresenta arte sobre rodas

Mais do que uma marca de automóveis e motociclos, a BMW é também cultural, estando de braços dados com a arte há mais de 40 anos. O projecto Art Cars, inciado em 1975, foi o começo de uma estratégia de promoção da arte e cultura, que posiciona hoje a BMW como uma das marcas automóveis mais activas nesta área.

Texto de Rafael Paiva Reis, em Munique

Ao longo de mais de 100 anos, a BMW já mostrou ao mundo motores de aviões, automóveis e motociclos. Parte dessa história está no museu da marca, em Munique, e é lá que está exposto um dos seus veículos mais valiosos: o M1, desvendado em 1978, que, apesar de ter só 453 unidades, há uma que se assume como das mais valiosas do mundo, por ter sido pintada por Andy Warhol.

O modelo é o porta-estandarte da colecção Art Cars, iniciativa que remonta à década de 1970, que vincaria  a presença da marca no mundo das artes e cultura. Trata-se de um projecto que transforma os modelos da BMW em telas em branco para diversos artistas expressarem a sua criatividade, partilhada depois com o Mundo, não só em museus como em provas de automobilismo.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Fevereiro de 2019 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...