DriveNow chegará ao Meco durante o Super Bock Super Rock

Precisamente a um mês do arranque oficial da 25.ª edição do Super Bock Super Rock, a Música no Coração, organizadora do evento, deu hoje a conhecer as grandes novidades deste ano, que se juntam ao já anunciado regresso ao Meco, no concelho de Sesimbra. «É um privilégio estar perto da praia e ter uma área verde tão bonita», destacou Luís Montez, da Música no Coração, que confessa que quando o festival foi criado há 25 anos, em Alcântara, nunca pensou que chegaria a completar um quarto de século.

25 edições que Nuno Bernardo, administrador de Marketing do Super Bock Group, não tem dúvidas terem sido decisivas para que a Super Bock seja a marca mais associada, em Portugal, à música. Um trabalho que mais recentemente tem sido ajudado pela rádio SBSR. «É uma associação que resultou de um trabalho esforçado e que não é de agora. São 25 anos com música no coração», garante.

Regresso ao Meco

Francisco Jesus, presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, sublinha que havia vontade do lado do município e da Música no Coração para que este regresso ao Meco se desse. Um regresso, de resto, que considera ser «uma reconquista», já que o espaço do recinto está, salienta, «a apenas 30 minutos de Lisboa».

Ainda que o festival decorra oficialmente entre 18 e 20 de Julho, Luís Montez frisou que a abertura do campismo é no dia 17 de Julho e que nesse dia haverá warm-up no recinto para portadores de passe para os três dias.

Segundo o administrador de Marketing do Super Bock Group, a escolha de regressar ao Meco foi intencional para falar para um target jovem. E confessa ficar feliz por ver as novas gerações empenhadas do ponto de vista ambiental. Uma preocupação que, lembra, o grupo manifestou em 2016 quando, de forma pioneira, introduziu os copos reutilizáveis. «Este ano, neste festival, vamos ter um piloto de um bar alimentado a energia solar e vamos converter o plástico em obras de arte.»

Ainda dentro da temática ambiental, Luís Montez lembrou que, desde a saída do Meco, o País mudou muito no que respeita à mobilidade. Nesse sentido também o festival se adaptou e absorverá essas mudanças, tendo sido criadas parcerias com as plataformas de mobilidade Bolt e Uber. «Temos soluções para corrigir o que não correu tão bem na última edição no Meco», garante, lembrando que é importante que as pessoas utilizem os transportes públicos que estão à disposição dos festivaleiros. A TST é uma das hipóteses, havendo ligações directas de e para a Estação do Oriente e Praça de Espanha (em Lisboa).

A DriveNow, serviço de carsharing da Via Verde, habitualmente circunscrito à cidade de Lisboa, vai alargar a sua operação para facilitar o acesso ao Super Bock Super Rock. Durante os dias 18, 19 e 20 de Julho, quem quiser deslocar-se de Lisboa até ao recinto do Super Bock Super Rock, no Meco, poderá estacionar o seu DriveNow junto à porta do recinto, no parque Via Verde/DriveNow. Além disso, serão oferecidos vouchers de 40 minutos de condução gratuita a quem usar os carros DriveNow para ir ou voltar do festival até Lisboa.

Texto de Maria João Lima

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Flash Talk: «O grande desafio no Turismo são as pessoas»
Automonitor
A primeira corrida de automóveis aconteceu há 125 anos