Impossível ficar indiferente à Volvo V60

Quando se experimenta um carro e se quer ficar com ele, está tudo dito! Sim, foi assim com a V60. Mas um forte lançamento da Volvo, já no mercado português.

Texto de M.ª João Vieira Pinto

A Volvo está a passar uma das suas melhores fases de produto. E só quem não liga nada a carros ou anda de facto distraído é que ainda não o terá percebido. Bom exemplo é a Volvo V60, que chegou ao mercado português há um par de meses. E que tem tudo. Design, segurança sueca e prazer de condução.

Sabe quando se senta ao volante de um carro novo e praticamente não estranha? Como se tivesse sido seu toda a vida. Como se conhecêssemos o seu comportamento e nos sentíssemos “em casa”, melhor, no carro. Foi precisamente o que senti quando fui buscar a V60 para teste. De tal forma, que este foi dos casos em que apetecia atrasar a data de entrega … por muito e muito tempo.

Começando pelo exterior, é fácil perceber por que é que esta carrinha conquista diferentes segmentos de consumidores, de diferentes targets etários. É elegante, sim, mas é mais que isso. Cada elemento, todos os traços são equilibrados. A evocar o design escandinavo, tão característico da marca. E se lhe disserem que em causa está um modelo familiar, não ligue. Eu tive a V60 só para mim durante quatro dias e não achei que ocupasse espaço a mais na garagem ou que fosse grande demais para uma pessoa apenas (e que não tem propriamente 1,80m).

É verdade que é maior que a anterior, com 4,76 metros de comprimento, mas aplaudimos – principalmente nós, mulheres, que gostamos de levar a casa atrás – quando conferimos a dimensão do porta-bagagens. Aqui, cabe tudo o que possa imaginar poder precisar para umas férias… de duas semanas. Diz a marca que é um dos maiores compartimentos de carga no segmento e nós acreditamos!

Depois, a sua condução é fácil e facilitada – com uma série de funcionalidades e aplicações de segurança já características da marca -, o que ajuda a percebê-la de imediato. Há uns anos, a Volvo anunciou como sendo sua missão que não houvesse mais mortes ao volante de um qualquer modelo seu. Quando se conduz esta V60, comprova-se a declaração e o commitment.

Muitas das funcionalidades na V60 são controladas a partir do painel central com ecrã táctil – já familiar à nova geração de automóveis Volvo, – cuja superfície possui ainda um revestimento especial que reduz o efeito da claridade. Além disso, o mostrador digital para o condutor, entre o volante e o vidro, vai-nos apresentando alguma informação importante bem à nossa frente. E há também uma função de controlo por voz que nos permite alterar a climatização ou as funcionalidades multimédia.

Praticamernte só andei em cidade com a V60. Mas não receei levá-la para ruas mais estreitas ou estacionar em parques de acesso “apertado”. A aceleração, no meu caso, é q.b. e a velocidade chega assim que se dá um toque mais pesado no pedal. Ah, e quanto ao nível de isolamento, esse é de tal forma superior que até nos esquecemos que há barulho e trânsito lá fora!

E, agora, já percebe por que é que me foi um bocadinho difícil devolvê-la?

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...