Lojas Pingo Doce vão ter verba para apoiar causas locais

E se o Pingo Doce do seu bairro apoiasse causas locais, que contribuíssem para melhorar o bem-estar de quem lá vive? O “Programa Bairro Feliz” tem como missão isso mesmo: investir em projectos sociais que tornem mais felizes as zonas geográficas em que os supermercados estão inseridos.

O programa vai começar por abranger 10 concelhos dos distritos de Porto e Braga, num total de 49 lojas. As causas a apoiar deverão ser inscritas pelos próprios vizinhos, que também serão responsáveis por votar nas iniciativas que preferem que o Pingo Doce ajude.

“Acreditando que cada bairro tem as suas especificidades e o seu enquadramento, o programa do Pingo Doce permite que sejam as entidades locais e os próprios moradores de cada bairro a inscrever causas”, explica o Pingo Doce. Cada loja receberá mil euros, de seis em seis meses, para apoiar uma causa local e é o bairro que decide o destino do donativo.

As causas podem ser um baloiço novo para o parque ou equipamento para um grupo desportivo. Também podem ser novos instrumentos musicais para a academia do bairro, obras de melhoria nas instalações do canil ou uma nova decoração para a sala de convívio do centro de dia. As inscrições para esta primeira fase encontram-se abertas até 23 de Junho, seguindo-se uma fase de avaliação e divulgação dos resultados a 27 de Julho.

Domingos Sousa, director de Operações Pingo Doce da região Norte, explica como o programa poderá ter um impacto positivo junto das pessoas que fazem parte de cada bairro onde a marca está presente. Através do “Programa Bairro Feliz”, o Pingo Doce dá oportunidade a todos de inscrever e eleger uma causa.

«Qualquer grupo de cinco ou mais vizinhos pode juntar-se e participar. Muitas vezes são coisas simples mas que têm um grande impacto na comunidade local», conclui o responsável.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Já conhece a nova directora de Recursos Humanos da Essilor?
Automonitor
Renault apostada na eletrificação em 2020